segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

Efeitos e Benefícios Psicológicos da Actividade Física (PARTE II)

De um modo geral, a prática regular da actividade física, além dos benefícios para a saúde física, ajuda a libertar os tais efeitos stressores causados pelo quotidiano e melhora o bem-estar psicológico.

Sabe-se hoje que a prática de uma simples actividade física aumenta: o rendimento académico, a confiança, a capacidade para lidar com as emoções e o auto-controlo, capacidade de raciocínio, memória, percepção, bem-estar, satisfação sexual e eficiência profissional; e diminui: absentismo, abuso de substâncias, irritabilidade e ansiedade, depressão e enxaquecas.
De acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos, os benefícios psicológicos de estar activamente envolvido em programas de actividade são os seguintes:
a) redução no estado de ansiedade;
b) redução do nível de depressão ligeira ou moderada ou complemento para o tratamento profissional da depressão severa;
c) o reduções de neuroticismo e ansiedade;
d) redução dos níveis de stress;
e) efeitos emocionais benéficos, em todas as idades e em ambos os sexos.

Assim conclui-se que os benefícios psicológicos da prática de actividade física parecem ser inquestionáveis, dado o impacto positivo sobre as agressões diárias, bem como aspectos relacionados com a auto-estima, a imagem corporal, o funcionamento cognitivo e auto-confiança.
No que aos jovens diz respeito, as actividades físicas em grupo permitem desenvolvimento de capacidades para trabalhar em conjunto com outras pessoas, de hierarquias diferentes (treinador) e idênticas (outros colegas), onde, juntamente com o papel da família e da escola, vai ajudar o jovem a desvincular-se definitivamente do egocentrismo que é a infância, essencial sobreviver à adolescência.

1 comentário:

Hugo Jorge disse...

coloquei o seu blog em destaque np meu blog. venha visitar

http://hugo-jorge.blogs.sapo.pt/